Banca de DEFESA: JULIANA CANDIDO MATIAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JULIANA CANDIDO MATIAS
DATA : 27/03/2019
HORA: 09:30
LOCAL: Sala 12 - Bloco Azul - 2º Andar - Campus - UNIR
TÍTULO:

AS CONTRIBUIÇÕES DO PNAIC PARA A PRÁTICA EDUCACIONAL NA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE ROLIM DE MOURA-RO: A PERSPECTIVA DOCENTE


PALAVRAS-CHAVES:

Políticas Públicas, PNAIC, Formação Continuada, Perspectiva Docente.


PÁGINAS: 126
RESUMO:

Esta pesquisa teve como objetivo central: compreender o que pensam os professores e professoras que fazem parte do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) sobre sua real contribuição para suas práticas educacionais e se isso tem influenciado nos índices educacionais da escola (lócus) participante. Para isto, foram estabelecidos três objetivos específicos: i) Identificar e analisar como os professores conciliam o estudo com suas responsabilidades profissionais: planejamento, reforço, recuperação, instrumentais de avaliação, entre outros ii) Analisar as concepções de políticas públicas de formação (PNAIC) externadas por meio do fazer docente de professores e professoras partícipes do programa iii) Investigar a influência do programa enquanto política pública quanto à qualidade da educação no Brasil. Utilizou-se o materialismo histórico, como método de análise Marx (1998) e seus desdobramentos da Pedagogia Histórico-Crítica: Santos Junior (2018), Lombardi (2018) e Saviani (1993; 2011; 2018). Os procedimentos metodológicos foram divididos em três etapas: a primeira foi um mapeamento quantitativo das escolas e profissionais participantes do programa. A segunda, de caráter qualitativo mediante amostragem, foi ouvida a opinião dos sujeitos envolvidos. A terceira etapa se deu pelo levantamento dos índices educacionais da escola (lócus) participante do programa. O levantamento dos dados foi possíveis com o uso de questionário, entrevistas semi-estruturadas e análise documental. Os métodos evidenciam, portanto, que asperspectivas docentes revelados pela pesquisa, embora em alguns pontos divergentes, reafirmam a continuidade dos referenciais teóricos já conhecidos em formações docentes anteriores fomentadas pelo Governo Federal, mas também afirma a necessidade e satisfação das professoras alfabetizadoras em estarem juntas no momento da formação em meio à adequação constante da rotina escolar para possibilitar os encontros em horários opostos de trabalho e que, em alguns casos como as professoras de 25 horas, ultrapassam sua carga horária contratual. Os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) da escola (lócus) foram confrontados com demais fontes a exemplo do Programme for International Student Assessment (PISA) e políticas educacionais - Classes de aceleração e implementação do Ciclo Básico de Alfabetização - que mostram uma incoerência no cálculo para o alcance dos resultados, o que pode contribuir para que os índices não revelem totalmente a realidade educacional da escola (lócus) da pesquisa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2245870 - JOSEMIR ALMEIDA BARROS
Interno - 396644 - CLARIDES HENRICH DE BARBA
Externo à Instituição - CARLOS EDINEI DE OLIVEIRA - UNEMAT
Notícia cadastrada em: 19/03/2019 11:52
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - (69) 2182-2176 | Copyright © 2006-2019 - UNIR - SigBoss2.unir.br.SigBoss2